Globo, querida, onde estão os 67 milhões de desempregados?

Globo, querida, onde estão os 67 milhões de desempregados?

A TV Globo assumiu a assessoria de imprensa do governo Jair Bolsonaro. Só pode, pelas maquiagens que faz nas reportagens sobre o desemprego no País.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é a nação com a maior taxa de desocupados no mundo. Um triste recorde alcançado pelo governo de Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes.

A República dos Bancos representada pela trinca Guedes, Bolsonaro e velha mídia corporativa tenta disseminar fake news (notícias falsas) sobre dados oficiais.

A mágica funciona da seguinte forma: não se contabiliza entre os desempregados os precarizados, os uberizados, os pejotizados, os informalizados, os intermitentes, os semiescravizados, os desalentados, etc.

O próprio governo reconheceu em discurso na ONU, ainda esta semana, que disponibilizou auxílio emergencial para 65 milhões de pessoas. Ora, os requisitos para obter a ajuda são, segundo a Caixa, esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

  • Microempreendedores individuais (MEI);
  • Contribuinte individual da Previdência Social;
  • Trabalhador Informal.
  • Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Os telejornais da Globo, nas últimas horas, bombardearam o pacato cidadão com a informação de uma suposta redução de 5% no desemprego cuja taxa desceu de 14,3% para 13,7%.

Ora bolas, carambolas. A conta não fecha. O governo admite que ajuda 65 milhões de pessoas maiores de 18 anos, o que equivale a 40% da população economicamente ativa (PEA).

De acordo com o IBGE, órgão oficial de pesquisa econômica, o Brasil tem 160 milhões de pessoas economicamente ativa dos quais 80 milhões são considerados desocupados (precarizados, uberizados, pejotizados, informalizados, intermitentes, semiescravizados, desalentados, etc.).

A Globo conseguiu fazer desaparecer ao menos 67 milhões de desempregados, algo que nem Guedes ou Bolsonaro teriam condições de fazer sozinhos.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Por isso cabe perguntar de novo: querida, Globo, onde estão os desempregados?

Sobre isso as agências de verificação “fact-checking” –que deveriam checar as notícias falsas, as fake news– nada dizem. Por quê? Porque os jornalões são os proprietários dessas “fact-checking”, se é que você me entende.

Fonte: Blog do Esmael

 

Slide 1

HORA DE VESTIR A CAMISA DO LULA

CONTRIBUA COM A REVISTA XAPURI
PIX: contato@xapuri.info

<

p style=”text-align: justify;”> 

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
COM SEU APOIO, NÓS FAZEMOS A XAPURI ACONTECER. DOE AGORA. QUALQUER VALOR, VIA PIX.
IMG_8019
ABRA O APLICATIVO DO SEU BANCO, APONTE PARA O QR CODE E, PRONTO, É SÓ DOAR. GRATIDÃO!