Após racismo com a cantora Sza, 400 lojas da Sephora fecham nos EUA para treinamento sobre diversidade

Por Silvia Nascimento/mundonegro.inf.br

Racismo acaba quando o negro fica rico? Pense de novo. Não é raro o caso de pessoas negras, de classe social alta, sofrerem racismo em lojas de luxo, seja por seguranças ou vendedores.

A cantora Sza, que muitos conhecem por cantar “All the Star”, canção do filme Pantera Negra, estava em uma loja da Sephora na Califórnia no final de Abril procurando maquiagem da linha Fenty da Rihanna, quando ouviu uma vendedora chamar um segurança. Motivo?  A funcionária achou que a artista estava roubando.

A repercussão do caso acabou envolvendo a própria Rihanna que um gift card e uma cartinha escrita a mão para Sza para amenizar seu sofrimento.

No site da Sephora uma comunicado diz que no dia 5 de junho, 400 lojas fecharão para treinar os funcionários para que casos como esse não se repitam. A loja diz respeitar a diversidade e que para marca todos são bem-vindos.

O treinamento, de acordo com o comunicado, inclui além da loja, os escritórios da marca.

Fonte: Mundo Negro

ANOTE: Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta de movimentos sociais Brasil afora. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Visite nossa Loja Solidária. Em Brasília, encomendas com Janaina: 61 9 9611 6826. Camiseta Lula Livre.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: