“Será que estamos na Terra em vão?” Aqui, ninguém viverá para sempre./ Também os príncipes vieram morrer./ Todos teremos que ir à região do mistério./ Será que estamos na Terra em vão?/ Deixemos, ao menos, o nosso cantar

Por Nezahualcóyóth

Rompe-se, embora seja ouro,

quebra-se, embora seja jade,

solta-se, embora seja plumagem de quetzal.

Aqui, ninguém viverá para sempre.

Também os príncipes vieram morrer.

Todos teremos que ir à região do mistério.

Será que estamos na Terra em vão?

Deixemos, ao menos, o nosso cantar.

Nezahualcóyóth – Rei de Texcoco, no Vale do México, falecido vinte anos antes da chegada de Colombo às Américas, em 1492, segundo crônica de Eduardo Galeano, jornalista e escritor uruguaio (1940 – 2015) em “Os filhos dos dias”, Editora L&PM, 2a edição, 2012.

——————————————————————————————————————————-

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuriinfo.dream.press. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


 E-Book Caminhando na Floresta

Um livro imperdível sobre a experiência do autor na convivência com os seringueiros do Vale do Acre nos tempos de Chico Mendes.

COMPRE AQUI

 

%d blogueiros gostam disto: