CUBA É UMA ESTRANHA DITADURA

Por Dylan Ricardo

Ditadura estranhíssima essa de Cuba. Não tem analfabetos. Do jardim da infância até a faculdade o ensino é gratuito. A saúde também….

Não há fome.
Em cada bairro existe um CDR, Comitê de Defesa da Revolução, e lá dentro tem um arsenal sem vigilantes armados.

Em 55 anos de revolução, ninguém tentou roubar essas armas para derrubar o governo.

Cuba é a única “ditadura” na história da humanidade onde os “perseguidos políticos exilados” voltam para passar férias.
Onde os “dissidentes” viajam o mundo falando mal do governo e nada sofrem quando regressam.

Onde a extrema-direita cubana de Miami envia seus filhos de férias, por ser um país seguro.

Onde o governo paga pela operação de troca de sexo.

É a única “ditadura” onde no 1 de maio não há confrontos entre manifestantes e a polícia. Pelo contrário, ambos marcham juntos em apoio ao governo.

Uma “ditadura” onde não há tortura nem desaparecidos políticos.

O governo de Cuba fez pelo povo em 50 anos o que nenhum governo da América Latina fez em 200 anos.

Nativos de Cuba que criticam sua política definitivamente não é novidade.

Ninguém é punido por isso, ninguém é perseguido por expor opinião contrária ao governo, pois é uma sociedade em que há democracia.

A começar pelas eleições. A maioria dos delegados que integram o congresso não fazem parte do Partido Comunista.

Facílimo falar quando nunca se esteve em Cuba, quando nunca se conversou com pessoas pelas ruas.

É mais fácil crer em mentiras e manipulações quando não se tem as devidas informações.

Postagens sobre Cuba sempre serão uma isca. Incrível os sentimentos negativos que causam em pessoas supostamente inteligentes e informadas.

Criticar Cuba por absoluto desconhecimento já faz parte da imbecilização introjetada pelos que não possuem senso crítico.

O problema é que os desinformados influenciam quem não busca informação, e por isso perpetuam mentiras revoltantes.

Há mais de 50 anos que mentiras sobre Cuba são propagadas enquanto essa terra permanece firme em suas conquistas.

O fato é que o nazismo ianque tenta manipular a opinião pública e exterminar o povo cubano promovendo um embargo assassino.

Tristemente muitas pessoas optaram por permanecer na ignorância e opinar sobre o que desconhecem completamente.

 

Dylan Ricardo

Dylan Ricardo nasceu em Recife, mas é cidadão do mundo. Em suas constantes viagens, busca inspiração para suas poesias, nas quais descreve liricamente trajetórias existenciais abarrotadas de desânimo, decepções e sonhos destruídos. Seu interesse e sombria necessidade de investigar os insanos hábitos humanos o levaram a aprofundar-se não só em estudos da Filosofia e Psicologia, mas na própria literatura, o que lhe auxiliou bastante na descoberta do seu estilo, o qual revela sua personalidade insatisfeita, realista e questionadora. Escritor e poeta, é autor dos livros Nas Brumas do Desalento, No Zênite da Insanidade, Mil Poemas e Um Suicídio, Asas de Pedra, Do Inferno, Estado Terminal e Contos Noturnos. Murmúrio das Trevas, seu lançamento, é seu segundo título no gênero horror.

Fonte: Blog do Zé Augusto

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É também com a venda deles que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar nosso e-book Réquiem para o Cerrado, ou assinar nossa revista Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência.  Importante: Nossa Loja Solidária está em manutenção e volta em breve, com lindas camisetas e mais novidades. Até lá, precisando de algo, por favor fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: