Do Mandato do deputado Edmilson Rodrigues
Os indígenas da etnia Tembé Tenetehara, localizados na Terra Indígena (TI) do Alto Rio Guamá, próximo a Paragominas, sudoeste do Pará, encontraram e expulsaram madeireiros, nesta terça-feira (27/08), que estavam em suas terras extraindo madeira ilegalmente. Tratores e caminhões foram queimados para impedir que a ação ilegal e criminosa continue acontecendo.

Em áudio, o cacique Sergio Muxi Tembé, afirma que a situação é grave e que os indígenas não irão aceitar a destruição da floresta: “Acabamos de realizar uma reunião com todas as aldeias, e a decisão é de coibir e proibir o desmatamento de nossas terras. Já temos a informação de queima, dentro da reserva, e de retirada de madeira. Estão acabando com a nossa vida e a nossa cultura, levando tudo que nós temos conhecimento, da onde nós vivemos”.

As declarações do presidente Jair Bolsonaro e do Ministro contra o Meio Ambiente, Ricardo Salles, tem estimulado ações criminosas em toda a Amazônia brasileira. Além do recorde em queimadas na região, muitas etnias indígenas tem denunciado a invasão de suas terras. Outro caso noticiado também ocorreu dentro de Terra Indígena Trincheira-Bacajá, também no Pará. Indígenas Xikrin denunciaram ameaças de morte e queimadas feitas por cerca de 300 invasores fortemente armados.

Fonte:  As informações foram enviadas pelos Tembé da região para o mandato do deputado Edmilson Rodrigues (PSOL-PA). A foto abaixo é de uma máquina de mineração tomada dos mineradores pelos Tembé, segundo matéria publicada no site do deputado Edmilson. 

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: