Dica Ecológica: Não use sapatos dentro de casa!

Você usa sapatos dentro de casa? Você nunca devia fazer isso! A ciência explica porquê!

Nos países do Oriente, as pessoas não usam sapatos dentro de casa. Tirar os sapatos para entrar em casa, segundo a tradição japonesa, por exemplo, evita que o lixo da rua e as más energias baixem o astral de sua residência.

A ciência, por sua vez, explica, justifica e defende  esse costume.  Segundo pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, ao deixar seus sapatos na parte externa (ou reservada) de sua casa, você pode evitar que cerca de 421.000 tipos diferentes de bactérias, presentes em 96% das solas dos sapatos, venha com você pra sua casa.

A pesquisa localizou, nas solas de sapato, bactérias causadoras da pneumonia, de infecções urinárias e  do sistema respiratório. Uma dessas bactérias é uma velha conhecida de todos nós: a E. Coli, parte integrante do grupo de germes inimigos dos alimentos e dos humanos.

Encontradas nos banheiros públicos e em fossas abertas, e nas solas dos seus sapatos,  essas bactérias são comumente conhecidas como coliformes fecais, que podem causar desde problemas no estômago até a morte.

Os dados da pesquisa do Arizona mostram que os coliformes fecais conseguem se fixar na sola de seus sapatos e seguir com você por longas distâncias e longos tempos, e que em geral tem uma eficácia de 99% para o chão de sua casa. Ou seja, são muito eficazes em trazer doenças pra dentro da sua casa.

Os cientistas recomendam, portanto, que os sapatos usados fora de casa devem ficar do lado de fora da casa e que, mesmo assim, devem ser lavados regularmente com sabão neutro com regularidade para reduzir drasticamente o número de bactérias,  e  limpar sempre o chão, tapetes e carpetes da sua casa com vapor.

Mas para evitar tanto trabalho, o mais prático mesmo é aprender manter seus sapatos fora de casa. Felizmente, no Ocidente e também no Brasil cada vez mais pessoas pensam na saúde e deixam os sapatos do lado de fora.

ANOTE AÍ:

Fonte: sciencedump.com

About The Author

Eduardo Pereira

Produtor Cultural

Related Posts

Deixe uma resposta