“Mulher, você que tem peito, lute. Previna-se contra o câncer de mama.” – Lenir dos Santos

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Esta campanha acontece com mais intensidade no mês de outubro e tem como símbolo o laço cor-de-rosa.

Em geral, a campanha em meios publicitários ou em atividades dentro de empresas tem um foco grande no autoexame, mas especialistas do ramo médico alertam que ele não é suficiente para a detecção precoce da doença. Tocar o próprio corpo e reconhecer sinais de possíveis mudanças é uma importante ferramenta de empoderamento da mulher frente à própria saúde, mas não substitui a mamografia, por exemplo.

O movimento Outubro Rosa começou nos Estados Unidos, no ano de 1990, quando aconteceu a primeira Corrida pela Cura do Câncer de Mama, realizada em Nova Iorque, e desde então promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi, nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas para a prevenção do câncer de mama, denominando-as como Outubro Rosa. Todas as ações eram e são até hoje direcionadas à conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce.

Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche, etc. (www.pink-october.org).

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros, surgiu posteriormente. Embora não haja uma informação oficial sobre como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação, a cada ano as luzes do Outubro Rosa alcançam uma expansão cada vez mais abrangente para a população, porque podem ser replicadas em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

A popularidade do Outubro Rosa cresce de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos por meio da leitura visual de um simples laço rosa, símbolo que pode ser compreendido em qualquer lugar no mundo.

Fontes: http://outubrorosa.org.br/

Comentários