Anúncios

O tabagismo é um problema de saúde pública! É responsável por mais mortes do que a cocaína, heroína, suicídios e AIDS somados. Estima-se que, em 2020, haverá 7 milhões de mortes relacionadas ao cigarro em países subdesenvolvidos e 3 milhões em países desenvolvidos. O cigarro é responsável por inúmeros tipos de câncer, como o de boca, esôfago, laringe, faringe, pâncreas, pulmão, bexiga e estômago. É ele o responsável por 30% do total de mortes por câncer, sendo que, destas, 90% por câncer de pulmão.

E ainda, o cigarro é a causa de 25% dos óbitos por doença coronariana, 85% por enfisema pulmonar e 25% por derrame cerebral. Ele é responsável direto ou indireto por outras doenças, como: aneurismas arteriais, tromboses, úlceras, infecções respiratórias e impotência sexual.

SUBSTÂNCIAS TÓXICAS E CANCERÍGENAS

A fumaça do cigarro possui mais de 4.700 substâncias tóxicas. Dentre elas, monóxido de carbono, amônia, cetonas e acetaldeído, além do alcatrão e da nicotina, que são os responsáveis pelas dependências. Dos elementos que compõem o cigarro, o alcatrão é o mais cancerígeno. Além do alcatrão, o cigarro possui outras 43 substâncias cancerígenas, como arsênico, níquel, benzopireno, chumbo e agrotóxicos, como o DDT, e substâncias radioativas como polônio 210 e carbono 14.

FUMANTE PASSIVO

As pessoas não fumantes também são agredidas pelo cigarro. A fumaça que o fumante expele contém todos os componentes tóxicos do cigarro, porém em concentrações ainda maiores:

  • 3 vezes mais nicotina;
  • 3 vezes mais monóxido de carbono;
  • 50 vezes mais substâncias cancerígenas.

BENEFÍCIOS DE PARAR DE FUMAR

Em curto prazo:

  • Em vinte minutos, estabiliza a pressão arterial;
  • Depois de duas horas, a nicotina deixa de circular no organismo;
  • Após oito horas, o nível de oxigênio no sangue volta a se equilibrar;
  • Após 24 horas, é reduzida a chance de um ataque cardíaco;
  • Após 48 horas, o paladar e olfato melhoram progressivamente.

Em longo prazo:

  • Em duas a 12 semanas, a capacidade pulmonar melhora 30%;
  • Gradativamente, melhora a circulação sanguínea;
  • Progressivamente, reduz-se o risco de doenças cardíacas;
  • Em 10 a 15 anos, a expectativa de vida iguala-se à de quem nunca fumou.

Fonte: www.grupoacreditar.com.br

Anúncios

Comentários