“O sertão está em toda parte… O sertão é do tamanho do mundo” – 

“ O senhor vê aonde é o SERTÃO? (…).

O senhor tolere: isto é o SERTÃO.

Uns querem que não seja: que situado

Sertão é por os campos gerais a fora a dentro,

eles dizem, fim de rumo,

terras altas, demais do URUCUIA. (…).

 

LUGAR SERTÃO SE DIVULGA:

é onde os pastos carecem de fechos,

onde um pode torar dez, quinze léguas,

sem topar com casa de morador;

e onde criminoso vive seu cristo-jesus,

arredado do arrocho de autoridade.

(…) Sertão é o sozinho (…).

(…) Jagunço é o Sertão (…).

O Sertão tem medo de tudo (…).

O senhor sabe: Sertão é onde manda

quem é forte (…)

Deus mesmo, quando vier, que venha armado!

… o Sertão se sabe só por alto (…).

(…) Sertão velho de idades. (…).

Sertão que se alteia e se abaixa (…).

(…). Sertão é onde o pensamento da gente

se forma mais forte do que o poder do lugar (…).

… O senhor não é do Sertão. Não é da terra…

… no centro do Sertão, o que é doideira às vezes

pode ser mais certa de mais juízo (…).

Sertão é isto: o senhor empurra para trás,

mas de repente ele volta a rodear

o senhor dos lados.

Sertão é quando menos se espera (…).

 

O Sertão aceita todos

os nomes:

AQUI É O GERAIS,

lá é o Chapadão,

lá acolá é a Caatinga (…).

 

… O SERTÃO É BOM.

Tudo aqui é perdido.

Tudo aqui é achado (…).

No Sertão até enterro simples é festa.

(…). Sertão foi feito é para ser sempre assim:

alegrias (….).

 

Ah, tempo de jagunço tinha mesmo que acabar,

cidade acaba com o Sertão.

Acaba?

… Só se sai do Sertão é tomando conta dele a dentro…

O Sertão não tem janelas nem portas. (…).

O Sertão está em toda parte, (…).

O Sertão é do tamanho do mundo, (…)

SERTÃO: é dentro da gente.”

Guimarães Rosa, adaptado por Xico Mendes

About The Author

Related Posts

Deixe uma resposta