Do dia 1° ao dia 5 de junho, aconteceu a Semana Nacional do Meio Ambiente. A data foi instituída no Brasil pela Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do Decreto nº 86.028, de 27 de maio de 1981, que visa incluir a sociedade na discussão de pautas que tratem sobre preservação do patrimônio natural do país, sendo também um complemento às celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5.

E para intensificar ainda mais as ações da semana de conscientização, o Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro- DF) realizou uma Oficina de Reciclagem de Papel com estudantes do 5° ano, da Escola Classe (EC) 15, de Taguatinga. A atividade foi realizada na Chácara do Professor, em Brazlândia.

Durante a oficina, os alunos aprenderam, na prática, o processo de fabricação do papel reciclável, compreenderam sobre os riscos do desmatamento para a natureza, e conheceram alternativas sustentáveis de preservação.

O assunto foi abordado tendo em vista que o Brasil é um dos maiores produtores de papel no mundo, gerando um grande impacto no meio ambiente devido ao desmatamento. Um levantamento do Global Forest Watch mostrou que o Brasil foi o país que mais perdeu árvores em 2018 em todo o mundo – aproximadamente 1,3 milhão de hectares de florestas primárias, ou seja, aqueles ambientes que não sofreram nenhuma interferência humana.

Enquanto que na Amazônia Legal, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, apontou que entre agosto de 2018 e março de 2019, a região perdeu 1.974 quilômetros quadrados de florestas, um aumento de 24% em comparação com o mesmo período anterior. Somente a fabricação de uma folha A4 consome 0,013% do tronco de uma árvore de eucalipto.

Levando em consideração os altos índices do uso de papel, é essencial alertar os estudantes e a sociedade sobre o consumo consciente do material. Por exemplo, com a reciclagem de uma tonelada de papel, evita- se o corte de 20 a 30 árvores adultas, além  de economizar até 80% de energia. Também é possível economizar água. Na produção de cada tonelada de papel novo são gastos 100 mil litros de água, enquanto que na fabricação de papel reciclado este valor cai para 2 mil de litros por tonelada.

Para a coordenadora pedagógica da EC 15, Dulce Melo, a proposta da oficina complementou e intensificou ainda mais a vivencia com questões ambientais que os alunos já possuíam, por meio de projetos desenvolvidos na escola. “Aqui, os estudantes aprenderam, na prática, a importância de proteger o meio ambiente, da diversidade, do reaproveitamento de materiais e da construção de espaços ecológicos e sustentáveis. Nossas crianças serão agentes transformadores da sociedade e essa conscientização começa pela disseminação dos conhecimentos adquiridos.

Hoje, por exemplo, reutilizamos restos de papel da nossa escola para fazermos livrinhos, cartões, papel de carta e muito mais”, explica.

Já a estudante Giovana Ilidia, de 11 anos, conta, animada, um pouco sobre sua experiência na Oficina de Reciclagem. “É importante preservar o meio ambiente e fazer a reciclagem de papéis. Nós aprendemos a fazer coleta seletiva do lixo e separar os materiais que podem ser reciclados além do papel como, metal, vidro e plástico. Agora, muitos colegas não jogam mais lixo no chão, e eu compartilho isso com todos familiares e amigos”, concluiu.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Camiseta Mercedes Sosa

Leave a Reply

Your email address will not be published.