Os grileiros chegaram de repente

Os grileiros chegaram de repente Por Altair Sales Barbosa Saindo mansamente do seu quintal, sombreado pelas mangueiras, surgia o Senhor Sizenando, dedilhando numa violinha tosca, feita por ele mesmo, e cantando uma cantiga mais ou menos assim:             Marimbondo amarelo me mordeu,             Na pestana do olho e doeu,             Nunca vi …

Os grileiros chegaram de repente Leia mais »