Uma serpente rasteja por toda a América. Há muito a enrodilha em seu abraço

Sob o encanto da serpente verde do Capital – Estava um velho pajé sentado sob uma árvore. Tristeava, em uma longa noite como esta que já dura séculos. Densa era a neblina, escura era a noite. Seus olhos ardiam como fogo perpétuo, triste e só, chorando calado o fim de seu torrão. E, no choro, …

Uma serpente rasteja por toda a América. Há muito a enrodilha em seu abraço Leia mais »