Cristiane Sobral traz poesia que reconta a história e refresca nossa memória acerca do sofrimento de todas as mulheres
Mãe Grande
Trago comigo mulheres
pretas silenciadas
nordestinas sufocadas
indígenas invisibilizadas
trago também as europeias cativas
Trago no meu peito
O gozo, o cheiro nos seios
repletos do leite que nunca jorrou
para os meus próprios filhos
Trago entre os meus dentes
Trituro as raivas
adormecidas nos ventres
invadidos por força do patriarcado
Trago o cigarro de palha
Procurando mandiga que me valha
Trago comigo também as mágoas
más águas que dissolvo
nos leitos dos rios e dos mares de Iemanjá
enfeito com os búzios de Exu
adorno com o ouro de Oxum
purifico com o branco de Oxalá
Trago comigo as bruxas búfalo de Iansã
com magia nos seus turbantes
a revelar melhores instantes
para as nossas histórias.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você! WhatsApp: 61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: