Nós, seres humanos, somos poeira do céu. Agora é oficial. “Os humanos realmente são feitos de poeira de estrela” dizia Carl Sagan, há tempos. Ele estava certo. Depois de analisar 1500 estrelas, astrônomos chegaram à conclusão de que tanto os seres humanos quanto os astros brilhantes possuem 97% do mesmo tipo de átomos.

A Ciência constatou, ainda,  que os elementos essenciais para a vida como a conhecemos (hidrogênio, nitrogênio, oxigênio, fósforo e enxofre) são mais prevalecentes nas estrelas que estão no centro da galáxia.

A questão é: como os astrônomos sabem quais elementos compõem as estrelas se eles não conseguem chegar até elas? Elementar, meu caro Watson. Eles usam uma técnica conhecida como espectroscopia.

É assim: cada elemento emite um comprimento de onda de luz diferente, é como se cada um tivesse sua própria marca. Assim, analisando cada “marca”, os cientistas conseguem distinguir de qual elemento é aquela emissão, que foi captada com um instrumento chamado espectrógrafo.

O espectrógrafo, neste caso, tem nome e sobrenome: trata-se do Apache Point Observatory Galactic Evolution Experiment (APOGEE), que fica no estado norte-americano do Novo México.

“É de grande interesse poder mapear todos os principais elementos do corpo humano nas estrelas da nossa Via Láctea”, afirmou Jennifer Johnson, participante da equipe da SDDS-III APOGEE, que fez a descoberta. “Isso nos permite ver onde e quando a vida passou a ter os elementos necessários para evoluir na galáxia.”

ANOTE AÍ:

Fonte originária desta matéria: http://revistagalileu.globo.com/ , Céu

CARL SAGAN

O grande astrônomo norte-americano,  Carl Edward Sagan, nascido em New York, (09/11/34)em 9, e falecido em Seattle (20/12/66) , aos 62 anos, de pneumonia,  doutor pela Universidade de Chicago, deixou uma extensíssima obra literária, composta por mais 600 publicações científicas, além de mais de 20 livros de ciência e ficção científica.

Um dos  cientistas mais carismáticos e influentes da história, graças a sua capacidade de transmitir as ideias científicas e os aspectos culturais ao público não especializado, dentre suas obra mais conhecidas encontram-se: a premiada série televisiva de 1980 Cosmos: Uma viagem pessoal, escrita e narrada por ele, depois complementada pelo livro “Cosmos”; o romance “Contact”, que serviu de base para o filme do mesmo nome, lançado em 1997; e o livro “The Dragons of Eden”, que lhe rendeu o Prêmio Pulitzer em 1978.

Foi Sagan, um grande defensor do ceticismo e do uso do método científico em suas criações, quem instituiu o envio de mensagens a bordo de sondas especiais, para informar possíveis civilizações extraterrestres sobre a existência terrestre sobre a existência humana. Acreditava piamente na existência fora do planeta Terra e promoveu a busca dessa inteligência por meio do projeto SETTI. Foi um dos primeiros cientistas a estudar o efeito-estufa em em escala planetária.

Imagem: Maryjuana

 

Deixe uma resposta