Brasília: uma jovem senhora capital à mercê do imponderável!

Por: Marcelo Abreu –

Que Deus nos proteja

Brasília completa 58 anos em 21 de abril. Ok. Uma senhora. Uma jovem senhora capital. E já desaba, literalmente. Semana passada, foi um prédio na 210 Norte. Hoje, parte do Eixão, a principal via da cidade, que liga a Asa Sul à Asa Norte. São 16km sem semáforos, em linha reta, sem curvas, trânsito rápido, em média 80km/h.

Será que, quando completar um século de vida, a capital ainda existirá? Inteira? Ou já restarão ruínas? Na TV, especialistas dizem o que qualquer leigo já sabe: “Faltam manutenção, reparos etc, etc, etc”.

Eles, na verdade, dizem isso há algum tempo. Desde os meus tempos de repórter foca, bem jovem, ouvia dizer que as marquises da W3 Sul sofrem risco de desabar. Fiz matéria sobre isso. Eu envelheci. Pouco a pouco elas dão sustos. E as respostas são as mesmas.

Até quando a população ficará à mercê do imponderável? Da sorte de não morrer esmagada debaixo de um prédio, de uma avenida que desabafa ou de uma marquise que destruirá vidas? Onde será o desabamento de amanhã? A que horas? Que Deus nos proteja.

É só o que nos resta.

SOBRE O DESABAMENTO NO EIXÃO SUL NESTE 6 DE FEVEREIRO

Um trecho do viaduto do Eixão Sul, conhecido como viaduto da Galeria dos Estados, na região central de Brasília, desabou por volta das 11h30 desta terça-feira próximo à rodoviária do Plano Piloto, uma das áreas mais movimentadas da capital federal. Duas das três faixas do sentido sul ruíram.

Informações preliminares das autoridades ninguém ficou ferido. Imagens aéreas mostram diversos carros presos sob a pista. Uma churrascaria localizada sob a via também teria sido atingida – uma parede do estabelecimento foi danificada e algumas mesas estão sob os escombros. O Eixão é uma das principais vias para quem se dirige ao Setor Bancário Sul e ao Setor Comercial Sul da capital federal.

 De acordo com fontes dos bombeiros, “outras partes do viaduto agora estão com a estrutura comprometida”. Cães farejadores serão usados para tentar localizar possíveis pessoas soterradas.
Ver imagem no Twitter
O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg (PSB), está no local e afirmou que uma série de viadutos da capital estavam passando por obras de manutenção e vistoria, mas que o Eixão ainda não havia sido analisado pelos técnicos. “São viadutos antigos, fizemos manutenção em oito no ano passado, inclusive com reforço de estrutura, mas infelizmente este não recebeu”, afirmou.
O Governo de Brasília afirmou em nota que “as forças de segurança já estão no local para averiguar as causas do desabamento”. Um estudo de 2011 realizado pelo Sindicato de Engenharia e Arquitetura (Sinaenco) apontou problemas no viaduto, como rachaduras e possíveis infiltrações.

Para a presidenta do Conselho Regional de Arquitetura e Engenharia do Distrito Federal, Maria de  Fátima Ribeiro Có, faltam verbas para “este tipo de serviço [manutenção de grandes obras]”. “Mas não podemos criar caos e alarde, vamos analisar com calma a situação do viaduto agora”, disse.

Ver imagem no Twitter
 ANOTE AÍ:

Marcelo Abreu é jornalista. Este texto foi extraído de sua página no Facebook: Marcelo Abreu

A matéria que segue o texto de Marcelo é do jornal El Paíshttps://brasil.elpais.com

Não foi possível identificar a autoria das fotos.

Anúncios

One Response

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader