Mais nove vidas perdidas…

por Dora Incontri –Espiritismo Progressista

Mais nove vidas ceifadas

Vidas moças, pisoteadas,

Vidas negras, extirpadas.

Que importa? É periferia…

E quem os proteger deveria

Que faz a selvageria!

Até quando o morticínio

O tétrico extermínio

Que se chama genocídio

De jovens e de crianças

Que indo à escola

Ou se divertindo

Caem sob o domínio

De milicos e polícias

De fardados, de milícias?

Até quando se perpetua

A escravidão descarada

A violência em plena rua

A indiferença deslavada

Ante a morte de brasileiros

Que não são cidadãos de fato

Que não são gente por inteiro

Para os fascistas armados?

Até quando a nossa bandeira

Será manchada de sangue

Vermelha de vergonha

Pisoteada e exangue,

Injustiçada e tristonha?

Vermelha não por partidos

Vermelha porque ensanguentada

Desde quando o poeta clamava

Contra os navios assassinos

Que trazia acorrentada

Uma gente escravizada…

Periferias de hoje

São os navios negreiros

São senzalas da cidade,

Onde morrem brasileiros

Desde a mais tenra idade.

Até quando, meu Deus?

Até quando que os filhos teus

Terão seus corpos trucidados

E os filhos dos filhos arrancados?

Fonte: Jornal GGN

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Leave a Reply

Your email address will not be published.