Jovem e Negro, filho de Tati Quebra Barraco é morto pela PM –

“A pm tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A pm matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar”. (post de Tati Quebra Barraco nas redes sociais). 

Soube da morte de mais um jovem negro, filho da  funkeira Tati Quebra Barraco, 36, a quem nunca ouvi cantar, na manhã deste domingo, 11 de dezembro, por meio de uma postagem no Facebook feito pela jornalista e militante negra Ionara Silva, de Brasília.

O noticiário nacional informa que o jovem Yuri Lourenço da Silva, de apenas 19 anos, foi morto na madrugada deste dia 11  durante uma operação policial contra o tráfico de drogas no bairro de Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

Segundo o  comando da UPP local (Unidade de Polícia Pacificadora), policiais patrulheiros foram atacados e, na troca de tiros, dois homens foram baleados e, mesmo tendo sido levados ao hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, não resistiram

Um deles era Yuri,  um dos filhos de Tati Quebra Barraco, que entra para as estatísticas como mais um jovem negro assassinado pela Polícia Militar.

Não posso deixar de me solidarizar com essa mãe que perde o filho, nem posso deixar de lamentar essa terrível violência que vitima, sobretudo, a juventude negra das favelas brasileiras.

O texto a seguir, uma doída e emocionada mensagem da mãe de Yuri, que no momento da morte do filho fazia um show em Belo Horizonte, foi publicado por Renato Rovai no site da revista Fórum ( http://www.revistaforum.com.br/):

Meu filho tá sendo difícil de acreditar viu? Como deve ser pra você receber uma mensagem, ligação em meio ao show dizendo que seu filho está morto? Não queira passar nunca pelo o que estou passando.
Não queira sentir nunca o que estou sentindo.
Eu não pude parar o que dei início. Tinha fãs, públicos, o fotógrafo da casa, tinha um contrato assinado. Então tive que terminar o show da boate eleganza com um sorriso no rosto, sem quê, ninguém percebesse.
Mas não fui forte o tempo todo, desabei! DESABEI!
Mas meu filho… porque isso com a mãe?
Em que eu errei?
Em que não fui rude?
O que eu deixei faltar?
Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo pra dar o melhor pra vocês.
Então foi esse o motivo de você ir na festa de confraternização, sem que percebêssemos, da sua bisaavó? Família toda reunida.
Estava se despedindo????? Meu Deus! Meu Deus!
Sei que só o senhor é capaz de preencher esse vazio que vou levar por muito tempo, talvez, para sempre. 
Sem palavras Yuri, mãe vai te amar para sempre. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que não fui capaz de fazer por você. Me desculpe se fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor.

 

About The Author

Zezé Weiss

Jornalista
Socioambiental

Related Posts

Deixe uma resposta